Quanta ladeira critica Dilma Rousseff, Celpe e construtoras do Recife

Lula Queiroga comandou o palco ao lado de muitos artistas locais e nacionais

Lula Queiroga comandou o palco ao lado de muitos artistas locais e nacionais

O possível temperamento difícil da presidente do Brasil, Dilma Rousseff (PT), foi o principal “alvo político” desta edição do Quanta Ladeira, tradicional bloco que ganha o palco do Rec Beat nos carnavais do Recife. A petista ganhou, ao lado da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) e de algumas construtoras do estado, as críticas mais ácidas, apesar do bom humor de todas as 40 paródias cantadas neste domingo (2).

“É preciso muito saco para suportar essa mulher. Quando ela cisma em jantar em Portugal, mando o ministro ir pescar bacalhau”, brincaram os integrantes do grupo. Neste ano, além do organizador, o músico Lula Queiroga, participaram do show de mais de duas horas, Nena Queiroga, China, Chico César, Zé da Flauta, Marcelo Jeneci, Gaby Amarantos, Bruna Caram e Fafá de Belém.

A cantora paraense foi uma das última a subir ao palco e garantiu boas risadas da plateia. Com um decote para lá de generoso, Fafá foi homenageada com uma paródia. “Fafá eu quero! Fafá eu quero! Fafá eu quero mamar nas tetas de Belém do Pará”, dizia a letra. A cantora, com a apresentação, entrou no clima e chegou a balançar os seios para o público.

“A expectativa sempre é a pior. Mas acabamos nos organizando e tudo dando certo no final”, brincou Lula Queiroga. Já Gaby Amarantos disse que o Quanta Ladeira foi o único momento em que se divertiu, de verdade, neste carnaval. “Nos meus shows eu também me divirto, mas tenho um compromisso, uma responsabilidade. Aqui não, entrei para brincar e amei tudo”, disse Gaby.

Multidão acompanhou de perto as sátiras do Quanta Ladeira

Multidão acompanhou de perto as sátiras do Quanta Ladeira

As brincadeiras também ganharam um tom de crítica da “vida real”. Em meio aos recentes casos de pessoas que estão se acidentando com os fios da rede elétrica no Grande Recife, inclusive com casos de morte, o grupo resolveu homenagear a Celpe, que seria responsável pela manutenção e fiscalização do setor.

“Celpe, levei um choque. Celpe, encostei no poste. Celpe, um fio desencapado, Celpe! Em casa não tem luz, mas a conta chegou. Eu acendi a vela e a casa incendiou”, dizia a letra, cuja inspiração é britânica, ao ritmo de Help, dos Beatles. “Na rua tem fio solto, bateu no meu cunhado. Só não fritou porque rolou um apagão”, completa.

Outro ponto alto foram às críticas ao setor da construção de Pernambuco. Uma paródia chamava a atenção do projeto do Parque dona Lindu, no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Na letra, a crítica aos dois prédios construídos no espaço e a falta de árvores. O parque foi idealizado na gestão do ex-prefeito João Paulo e finalizado pelo ex-prefeito João da Costa , ambos do PT. O nome do espaço é em homenagem a mãe do ex-presidente Lula.

Do Diário de Pernambuco

Anúncios

Sobre Interior Informa

UM NOVO MUNDO REQUER NOVOS MEIOS

Publicado em março 3, 2014, em Carnaval, Pernambuco, Uncategorized e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Viagem: Na Ponta do Lápis

Blog de viagens com dicas de alimentação, hospedagem e roteiro

Interferência Urbana

O cinza e a cor

Criaturas de Ñanderu: Releituras

Espaço para partilha de resultados do trabalho em torno do livro Criaturas de Ñanderu, escrito pela autora indígena Graça Graúna e ilustrado por José Carlos Lollo

Falando em Literatura...

só boa literatura desde 2008

Brasil de Todo Mundo

Apresentando o Brasil para gente de todo o mundo

paisagem de interior

Um Novo Mundo Requer Novos Meios - Blog Interior Informa

Mundo da Robótica

Fazendo a ponte entre a teoria e a prática.

Educação Política

mídia, economia e cultura - por Glauco Cortez

Blog do EVALDO TEIXEIRA

Opinião, Política, Variedades, Religião...

INTERIOR INFORMA

Um novo mundo requer novos meios.

RUBEM

Revista da Crônica - Notícias, entrevistas, resenhas e textos feitos ao rés-do-chão.

%d blogueiros gostam disto: