Arquivos do Blog

III EXPON’ARTE – INSCRIÇÕES ABERTAS I TORNEIO EXPON’ARTE DE FUTSAL – SÃO JOÃO PERNAMBUCO

exponarte festival

INFORMAÇÕES GERAIS

O primeiro torneio de futsal faz parte do III Festival Multicultural ExpoN’arte, é uma idealização e realização autônoma do Blog Interior Informa.

As fichas de inscrições estarão disponíveis, a partir do dia 27 de outubro, na Secretaria de Educação, Cultura e Desportos de São João, Pernambuco. Deve ser entregue na secretaria.

As fichas deverão ser devidamente preenchidas com nome legível dos atletas e número dos uniformes, caso não seja devidamente preenchida a comissão organizadora anulará a inscrição.

Não será permitido trocar ou inscrever novos atletas após a entrega das fichas.

O torneio acontecerá no dia 21 de novembro, sábado, com intervalos, das 08h00min às 11h00min e das 13h00min às 17h00min, na quadra do João de Assis Moreno, na cidade de São João Pernambuco.

Serão disponibilizadas 12 vagas, as inscrições serão em modalidade de preenchimento do quadro, 12 vagas, e será totalmente gratuito, ao atingir o quantitativo não será mais aceito inscrições, salvo em casos de anulação descrito neste quadro.

O mínimo de atletas para a equipe ser inscrita no campeonato será de seis (06) atletas e o máximo será de dez (10) atletas.

A duração dos jogos será de dois tempos de dez (10) minutos para possibilitar a realização de todos os jogos.

Os times terão até 10 min de tolerância por jogo para estarem em prontidão, passado os 10 minutos a equipe será desclassificada por W.O.

Os times deverão obedecer às regras da AMF (Associação Mundial de Futsal).

Para estar apto a jogar o atleta deverá apresentar em todos os jogos a carteira de identidade ou xerox da Certidão de Nascimento. Os mesmos documentos serão exigidos na entrega da ficha de inscrição.

PREMIAÇÃO

Serão premiados os três primeiros lugares com medalhas, troféus e brindes. 

ANIMAÇÃO

DJ Faeel Silva

Durante o torneio haverá participação especial do DJ Faeel Silva, da cidade de Angelim, para animação da torcida.

>>  FICHA DE INSCRIÇÃO – I Torneio ExpoN’arte de Futsal

BLOG INTERIOR INFORMA APRESENTA – ESPECIAL EXPON’ARTE 2015 ANO III – SÃO JOÃO PERNAMBUCO

Evandro Show – ExpoN’arte 2013

A ExpoN’arte é um evento multicultural de produção independente, surgiu no ano de 2013 e teve a primeira edição no mês de novembro do mesmo ano, a ideia surgiu a partir da necessidade de uma maior divulgação de artistas e incentivo a produção de artes locais. A adesão foi gratificante, apoio e patrocínio da prefeitura da cidade, na pessoa do gestor Genaldi Zumba, ao qual somos gratos, juntamente, da Secretaria de Educação, Joseuda Assis, e Ação Social, Genival Zumba, a Rádio comunitária Areia Branca FM e comércio local esteve conosco nas duas edições, parcerias fundamentais para o inicio de um projeto que veio para se consagrar. Os artistas de vários movimentos aderiram e de forma espontânea participaram e fizeram acontecer.

Banda Alteração Vibraton – ExpoN’arte 2014

O sucesso foi tanto que em nossa segunda edição, novembro de 2014, obtivemos um apoio mais amplo, adesão dos artistas. Conseguimos, assim, uma maior e melhor estrutura, palco e som profissionais, e uma programação muito mais extensão que do primeiro ano, publico mais que superior, comentários, elogios, nossa segunda edição foi mais que um sucesso, tudo isso devemos aos mais de 200 artistas que estiveram presentes nas mais de 20 horas de festa.

O projeto está presente e é aguardando com ansiedade tanto pelos artistas quanto pelo publico. Nossa terceira edição está confirmada para novembro e contará com grandes personalidades São-joanenses e da região.

Conheça nossas últimas edições nos links

ExpoN’arte 2013

ExpoN’arte 2014

SESC PE V Mostra Artes Cênicas Marcos Freitas‏

Mostra Marcos Freitas_banner_80x60cm

O SESC-PE realiza a V Mostra de Artes Cênicas Marcos Freitas. São 13 dias de evento atendendo 05 cidades: Garanhuns, Brejão, Jupi, Jucati e São João. A programação conta com 09 espetáculos teatrais (rua e palco) totalizando 11 sessões, 08 apresentações de dança, 01 performance, 01 aula espetáculo com Marcos Freitas (homenageado), 01 exposição de arte (gravura) e 03 oficinas (Iluminação cênica (Eduardo Albergaria), Cavalo Marinho (Tainá Barreto) e Criação da Personagem com Marcos Freitas como facilitador).

20/10 Seg – 16h – Espetáculo FAUSTINO, UM FAUSTO NORDESTINO – Teatro de Rua – Grupo Cena da cidade de Lajedo, na praça de Eventos de SÃO JOÃO.

Clique na imagem para ampliar

Clique na imagem para ampliar

Contatos SESC Garanhuns:
Josimar Araújo – Supervisão de Cultura Sesc Garanhuns
(87) 3761.2658 – Ramal 220 (87) 9961.5456/ 8109.6844

À disposição para mais informações,
Duvennie R. S. Pessôa
Produtora Cultural IMBURANA Produções
Jornalista DRT 6432/PE
Atriz Diretora Teatral DRT 3505/PE
(87) 9109.0327

Final de tarde na Barragem do Sítio Aroeira

Foto: Augusto Reges

Foto: Augusto Reges

SÃO JOÃO: Sítio Aroeira

Interior Imagens

Interior Imagens

História da Cidade de São João

O município de “São João” teve sua origem pela doação de faixas de terras, concedidas por herdeiros, e, mais tarde vendidas a Manoel da Cruz Vilela, que as transformou na fazenda Burgos.

Em 1883, passou a chamar-se de Sítio São João e ficou sendo a sede de um distrito de Garanhuns. Anos passaram e em 25 de novembro de 1958, o projeto apresentado à Assembleia do Estado pelo Deputado Estadual Epídio de Noronha Branco, lei nº 3.280, criando o município, desmembrando-o do município de Garanhuns, tendo como de Prefeito nomeado pelo então Governador do Estado da época Cordeiro de Farias, o Professor Erasmo Bernardino Vilela.

Por motivos políticos São João perdeu a condição de município, voltando a ser instalado como municípios no ano de 1962.

Formação Administrativa

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o distrito de São João, figura como distrito no município de Garanhuns.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1960.

Elevado à categoria de município com a denominação de São João, pela lei estadual nº 3280, de 25-11-1958, desmembrado de Garanhuns. Sede no antigo distrito de São João. Constituído do distrito sede. Instalado em 16-05-1962.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Gentílico: são-joanense

Fonte: Biblioteca IBGE

Acesse e confira mais informações > http://wp.me/P2ZQHW-wE
Blog Interior Informa-interior-informa

EXCLUSIVO: Entrevista com Pe. Sérgio Tenório sobre sua saída para a Catedral

Pe. Sérgio Tenório

Pe. Sérgio Tenório


Após nove anos como pároco da cidade de São João, Pe. Sérgio Tenório se despede neste domingo, dia 02, deixando saudades nos corações de fieis e um legado de ações reformadoras que marcaram sua estada. A redação do Interior Informa fez uma entrevista exclusiva com o sacerdote, que fala sobre sua estadia, obras realizadas e expectativas nessa nova fase de seu ordenado.
Confira.
.
.

Padre Sérgio, como o senhor avaliaria os seus nove anos como pároco da cidade de São João?

Eu penso que tudo o que foi realizado só pode ser conceituado de maneira positiva, porque eu tenho consciência de que não fui eu que destinei os rumos da paróquia. Eu tenho certeza de que fui conduzido por Deus, apesar dos meus inúmeros defeitos, falhas, limites… Mas eu tenho certeza de que eu pedi muito a condução de Deus quando eu cheguei aqui e eu creio, acredito piamente, de que foi ele quem conduziu tudo. Para eu conceituar a ação de Deus, eu conceituo como sendo positiva. Deus sempre age positivamente. Se houve falhas, essas falhas não vieram de Deus, vieram da minha condição humana, por eu ser humano! Mas ainda assim, se errei em alguma coisa foi tentando acertar.

Sua chegada foi sinônimo de reforma na atuação da Igreja Católica em São João. Foram criados novos movimentos de participação, bem como foram extintos outros que já eram antigos e conhecidos na paróquia. Quais mudanças, positivas e negativas, o senhor pôde detectar com essa reforma?

Eu penso que, hoje, há uma maturidade generalizada nos movimentos e pastorais, apesar das contingências que eles também apresentam. Por que grupo é grupo, e grupo tem suas fragilidades, tem seus limites. Mas eu penso que eles estão alcançando, estão galgando patamares de maturidade cada vez maior. Penso que aquilo que foi extinto – e de fato foi mesmo – foi porque eu tomei posse daquilo que Deus disse a Jeremias: “Vou te mandar para arrancar e destruir, para plantar e derrubar!”. Então eu penso que o que foi extinto foi pela ação de Deus e o que foi criado foi pela ação de Deus.

Dentre as tantas obras que foram realizadas durante a sua estadia, quais o senhor considera mais relevante para a comunidade e igreja?

A restauração da Igreja Povo, Igreja Humana. Há nove anos eu cheguei e o padre não tinha, por parte muita gente na comunidade, o respeito, a consideração. Então hoje eu posso dizer que nem todo mundo gosta do padre, você também não é obrigado a gostar, mas ao menos se entende e se respeita a figura de um sacerdote. Então o sacerdote tem sua dignidade e deve ser respeitado. É a figura de Cristo na comunidade, mesmo com todas as quedas e falhas que ele tiver, seja eu ou qualquer outro, mas ele é a figura do Cristo, ele participa do múnus do bispo. Do múnus de ensinar, de santificar, de consolar, que vem do Espírito Santo de Deus. Ele participa, ele é um cooperador do bispo. E quando eu aqui cheguei as pessoas não tinham essa visão da dignidade sacerdotal, e hoje eu penso que a condição humana da Igreja, Povo de Deus, da Igreja Gente, da Igreja Viva, Humana… Eu penso que isso daí foi realmente um marco fundamental da passada. Não foi nenhuma obra física, estrutural. Nós temos grandes obras físicas e estruturais, mas eu penso que a maior de todas as obras foi a restauração da Igreja Povo.

Com tudo o que o senhor proporcionou em obras (o bloco Jesus Me Sacoleje, a reforma da Matriz, construção da torre, do Centro Pastoral e algumas capelas), há alguma coisa da qual lamenta não ter podido fazer?

Há. Há tanta coisa. Lamento não ter realizado o oratório no alto do cruzeiro; lamento não ter realizado, concretizado, o salão de eventos por trás da igreja. Que tem o projeto, inclusive. Lamento não ter construído a casa paroquial, que já existe o projeto pronto, mas não tivemos tempo para isso. Eu lamento não ter terminado a igreja do planalto. Já estamos com ela 70% construída, mas não 100%, porque toda obra mais importante foi realizada: foi edificada, está coberta, está fechada, já dá pro povo entrar, enfim… Lamento não ter terminado o jardim externo da igreja, por trás da torre. Lamento não ter trocado o piso, não ter trocado as bancas, não ter colocado os vitrais como eu sempre sonhei. Eu lamento não ter feito a capela das confissões. Lamento não ter tido tempo de fazer tudo isso. E se eu for enumerar são muitas coisas.

De todas as obras, a construção da torre acabou se tornando a mais polêmica. Rendeu tanto elogios quanto criticas, principalmente por grande parte da juventude insurgente. O que o senhor teria a nos dizer sobre isso?

Eu penso que o tempo é o senhor da razão. Com o tempo as pessoas vão entender do que se trata aquilo. Hoje, talvez, as pessoas não entendam, porque nós estamos numa época em que todo mundo se dá ao direito de discordar mesmo não entendendo bem do que está discordando. Todo mundo se dá o direito de dizer “eu acho”, mesmo sem entender de nada do que está achando. É o achismo… Eu penso que quem criticou um dia vai morder a língua. Vai poder olhar para trás e poder vê que isso aí é realmente um marco para a Igreja Católica em São João. Mas ainda não aconteceu nada, não. Essa semana vão acontecer coisas que vão ficar na história. Terça feira nós vamos subir com a imagem pro alto da torre, a imagem já está em São João. São 5,60m de imagem. Os sinos estão chegando, estão vindo de São Paulo e quinta feira estão aí; a iluminação está sendo começada. Foi tudo muito corrido! Ainda não terminou. Mesmo saindo da paróquia, as obras vão continuar e vai ser terminada da forma que a gente projetou.

Há boatos de que o senhor foi cotado para Bispo. Eles são verídicos ou infundados?

São infundados. A cotação para o episcopado não se dá dessa maneira. Um padre, para chegar a ser bispo, ele tem que ter uma história de trabalho. Mas eu não tenho pretensão de ser bispo, nunca tive essa pretensão. Eu quero ser padre da igreja, quero servir a Deus na igreja. E eu penso que para ser bispo, meu filho, é tão difícil, que eu acho que nem condições de sê-lo eu tenho. Tenho meus limites, tenho minhas contingências humanas e até intelectuais, que seriam pré requisitos para que o padre pudesse ser nomeado bispo. Então eu penso que isso são apenas boatos. Eu creio nisso, eu acredito nisso, porque o Vaticano é muito sigiloso, criterioso, na escolha dos seus candidatos a bispo, então não se dá dessa maneira. O povo é o último a saber, não o primeiro a saber, então não acontece dessa forma inversa.

Como o senhor encara a nova missão cristã de evangelizar na catedral de Garanhuns?

Eu encaro como sendo uma missão. Eu deixo São João com lágrimas nos olhos, com o coração apertado, porque eu amei muito essa terra, apesar de todas as críticas. Mas eu entendo que essas críticas surgiram de uma minoria, porque, sem falsa modéstia, a aceitação pelo trabalho do padre é grande na cidade. Se existe posicionamento diferentes é porque todo mundo tem liberdade para concordar ou não, para aceitar ou não, para aplaudir ou para jogar pedra. Todo mundo é livre para isso. Mas eu penso que no geral, o povo amou o padre, o padre amou o povo. Então se estou sendo enviado hoje para a Catedral, eu vou com a consciência de ser missionário, vou pela consciência que eu tenho de ser discípulo de Jesus Cristo, apóstolo de Jesus Cristo, e eu não devo me prender a um lugar. Se o bispo diz “Eu preciso de você”, então eu tenho de está a disposição para servir a ele, porque ele tem a plenitude do Espírito Santo. Certamente ele deve ter rezado muito, ele deve ter pedido muito a Deus muita luz para que ele pudesse colocar alguém na catedral que pudesse corresponder aos anseios dele na igreja diocesana. Então eu vejo a catedral como sendo um desafio, porque é uma igreja que não tem uma comunidade fixa. É uma igreja de público transitório, não é um público fixo, e isso é muito difícil de criar pastorais, movimentos e serviços. Mas vai ser um trabalho que não vou ser eu quem vou fazer, então quando a gente confia em Deus a gente não teme. Quem confia em Deus não pode temer a nenhuma problema, nenhum desafio. A gente desconhece a realidade, mas a gente sabe que à nossa frente está Deus. Então é ele quem vai conduzir tudo. Mais uma vez.

O que o senhor espera do seu sucessor na cidade de São João?

Eu espero que o padre Danilo corresponda aos anseios do povo. Eu espero que as pessoas o amem como eu fui amado. E espero que ele seja forte o suficiente para enfrentar os problemas que essa comunidade também apresenta. Eu espero que ele dê continuidade ao trabalho. Muitas sementes foram plantadas e não houve tempo de colhê-las. Ele vai colher. No campo da pastoral e em outros campos também. Então eu espero isso.

Qual o aprendizado que o senhor levará da cidade de São João?

De fato, São João foi a grande escola da minha vida, no meu campo do sacerdócio. Aprendi a ser padre aqui, aprendi com o povo a ser padre. Então o aprendizado que eu levo é saber escutar e respeitar as diferenças de opiniões. Penso que essa foi minha maior lição.

Qual a sua última mensagem para a população de São João?

Eu saio de São João, mas o povo de São João não sai do meu coração, vai permanecer no meu coração. Eu deixo São João, mas o povo não vai me deixar. Eu nunca vou esquecer São João. Eu sei que não é a mesma coisa, eu não vou ser mais o pastor. É ali pertinho. Não vou ser mais o pastor de vocês, mas levo a cidade no meu coração, eu espero que todo o povo possa colocar em prática tudo o que escutou – não de mim, mas de Deus por mim. A fé do povo não pode ser no padre, a fé do povo tem de ser em Deus. Então, se muda padre ou não, o povo deve permanecer firme na fé. Mas São João já deu testemunho de que era firme na fé, quando por tempestades, quando por lágrimas passadas… soube enfrentar tudo e guardar a fé. Então eu espero que o povo guarde a fé agora, nesse momento. Eu sei que é difícil. Se o povo está sofrendo, o padre também sofre. Mas eu creio que São João vai continuar sendo feliz e que Padre Danilo vai corresponder a tudo isso. Eu desejo a todo o povo a felicidade maior do mundo, para que o povo aprenda de Jesus Cristo as suas lições, os seus ensinamentos, e que eles continuem amando e respeitando o sacerdócio como agora, que a gente percebe que eles amam e que respeitam.

Blog Interior Informa

INAUGURAÇÕES E REINAUGURAÇÃO NO POVOADO DE VOLTA DO RIO


Na tarde de ontem (31/01) o prefeito de São João Genaldi Zumba fez grandes e importantes inaugurações e reinaugurações no Povoado de Volta do Rio.

Juntamente com toda a equipe de governo e a participação dos populares, o prefeito e o secretário de saúde recém-nomeado Azenaldo entregaram a comunidade o Posto de Saúde da Família (PSF), sendo também reinaugurados simultaneamente os PSFs do Sítio Tiririca e Anda Sol, mais modernos e com capacidade para atender melhor a comunidade local. Aconteceu também a inauguração de um poço artesiano e o sinal de internet Wi-Fi grátis.

A Secretaria de Agricultura sendo representada no momento por Lula Cordeiro, mas tendo como recém-nomeado a secretário Valter Ferreira, Lula anunciou o funcionamento de um poço artesiano que irá abastecer toda a comunidade do povoado, como também, o funcionamento do Caminhão Pipa adquirido com parceria com governo federal, sendo de grande utilidade para o abastecimento dos agricultores da região.

O requerimento de autoria do Vereador Maikon Correia em colocar Wi-Fi grátis para a população chega a Volta do Rio “Volta do Rio Digital”, já implantado no Povoado de Frexeiras, o requerimento segundo Maikon abrange todo o município.

Blog Interior Informa

Verona Esporte Clube – São João PE

O Verona é localizado no Sítio Aroeira nas proximidades da Barragem do Rio Bitu, a aproximadamente 7 km da Cidade de São João Pernambuco, na propriedade Agro Emídio (Sr. José Maria).
O time teve outros locais de campo, em seu inicio no ano de 1993 era na propriedade do Sr. Zé Rouxinol um dos fundadores, alguns anos após passa por mudanças e no dia 25 de Janeiro 1996 tendo como local e o registro do Estádio Marcionilo José de Melo.
Estádio criado da junção do Verona com o time do São Paulo, que pertencia naquela época ao sargento Gabriel, o nome do estádio (Marcionilo José de Melo) surgiu em um acordo entre os dois times e ficando o Verona.E.C como nome Oficial do time até os dias atuais.

Tricolor: Vermelho, Preto e Branco

Fundação: Ano de 1993
Fundadores: Sr. Valdinho e Sr. Zé Rouxinol
Na data de 25 de Janeiro de 1996, passa a ser a sede do Verona Esporte Clube o campo de futebol residente na propriedade do Sr. Zé Maria (Agro Emídio).

Comissão Organizadora Atual

Presidente: José Márcio Rouxinol
Vice-Presidente: Antônio Marcos
Diretores: Cícero Arnaldo Rouxinol e Valdo
“Homenagens e agradecimentos de toda a equipe de coordenadores e jogadores do V.E.C. aos Senhores: José Maria, George Gabriel, João Alvares, pelo grande esforço em manter a tradição do futebol amador na região.” José Márcio Rouxinol.

CONVITE VERONA
“TORNEIO COMEMORATIVO DOS 20 ANOS DE FUTEBOL AMADOR, SERÁ NO DIA 22 DE SETEMBRO DE 2013, NO ESTÁDIO MARCIONILO JOSÉ DE MELO (SEDE) NO SÍTIO AROEIRA. A DIRETORIA CONVIDA A TODOS MUNÍCIPES PARA FAZER-SE PRESENTE NESTE MOMENTO COMEMORATIVO, OS JOGOS CONTARÁ COM 8 EQUIPES TITULARES E 8 PRELIMINARES, TODOS DO NOSSO MUNICÍPIO.”
(em breve atualizações)

Fotos do Torneio Comemorativo dos 20 Anos de Futebol do Verona. dia 22/09/13
Confira:

Blog Interior Informa

Viagem: Na Ponta do Lápis

Blog de viagens com dicas de alimentação, hospedagem e roteiro

Interferência Urbana

O cinza e a cor

Criaturas de Ñanderu: Releituras

Espaço para partilha de resultados do trabalho em torno do livro Criaturas de Ñanderu, escrito pela autora indígena Graça Graúna e ilustrado por José Carlos Lollo

Falando em Literatura...

só boa literatura desde 2008

Brasil de Todo Mundo

Apresentando o Brasil para gente de todo o mundo

paisagem de interior

Um Novo Mundo Requer Novos Meios - Blog Interior Informa

Mundo da Robótica

Fazendo a ponte entre a teoria e a prática.

Educação Política

mídia, economia e cultura - por Glauco Cortez

Blog do EVALDO TEIXEIRA

Opinião, Política, Variedades, Religião...

INTERIOR INFORMA

Um novo mundo requer novos meios.

RUBEM

Revista da Crônica - Notícias, entrevistas, resenhas e textos feitos ao rés-do-chão.