Arquivos do Blog

Sensação do Sertão, Pitúconha

SERTÃO // PITÚCONHA
Cachaça com maconha produzida em Cabrobó vira sensação no Sertão

Raízes de cannabis são encontradas na bebida

Uma nova mania vinda do município de Cabrobó vira febre no sertão pernambuco: a cachaça de maconha ou “Pitúconha”. O souvenir é feito de cachaça com raiz de maconha e encontrado facilmente em bares e carrinhos de comida, custando a dose R$ 1 e a garrafa R$30.

Cabrobó é localizada no chamado polígono da maconha, região pernambucana famosa na produção da cannabis, facilitando o acesso a “Pitúconha”. As pessoas aproveitam o que sobram das operações realizadas pela polícia na erradicação dos pés de maconha.

De acordo com a perícia realizada Polícia Federal há pequenas concentrações de THC (tetraidrocanabiol), princípio ativo na maconha, nas raízes. A empresa Pitú Cola disse que a bebida não faz parte da marca de empresa, e disse que tomará as medidas cabíveis contra a violação dos direitos. Confira a nota enviada pela empresa:

A Pitú tomou conhecimento da bebida Pitúconha e do uso indevido de sua marca. A Pitú tomará todas as medidas cabíveis contra a violação dos seus direitos de propriedade intelectual.

Foto e Informações do NE10

Blog Interior Informa

Salgueiro sedia 6º Festival da Sanfona do Sertão

SERTÃO // CULTURA

Inscrições para participar do evento seguem 11 de abril

Inscrições para participar do evento seguem 11 de abril

Entre os dias 29 e 30 de abril e 1º de maio, Salgueiro, no Sertão do Estado, realiza o 6º Festival da Sanfona do Sertão. O evento é promovido pela Secretaria Municipal de Cultura e Esportes. As inscrições podem ser efetuadas gratuitamente até 11 de abril na sede da pasta, localizada na Rua Maria Nogueira Sampaio, s/nº, no bairro Nossa Senhora das Graças. A ficha de inscrição está disponível no site da prefeitura do município.

Inscrições para participar do evento seguem 11 de abril

Com o objetivo de estimular e promover talentos dedicados à interpretação instrumental da sanfona, cada concorrente deverá inscrever três músicas em apenas uma das categorias do festival. O material deve ser entregue em um mesmo suporte de CD, exclusivamente, identificado apenas com os títulos das canções.

A comissão de seleção é instruída a não levar em conta a qualidade das aúdios, entretanto, gravações que não permitam audição clara serão desconsideradas, assim como os suportes que tragam sinais de identificação do concorrente. Campeões das últimas duas edições da competição, não poderão participar do festival deste ano.

O edital do evento pode ser conferido AQUI.

Do NE10

Blog Interior Informa-interior-informa

José Celestino e seu tesouro sertanejo

Casa de taipa erguida há 40 anos em Serra Talhada resiste em meio às mansões do bairro nobre AABB

Fotos: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

Fotos: Annaclarice Almeida/DP/D.A Press

“Deus me deu esse pedaço de sombra. É debaixo dela que eu vou morrer”, disse o dono da única casa de taipa que resistiu ao tempo no centro da cidade de Serra Talhada, no Sertão do estado. Há 40 anos, José Celestino da Silva resolveu deixar a roça e mudar para “a rua” com toda a família. Era tempo de botar os quatro filhos para estudar. Com cem mil réis comprou um terreno na Rua Luiz Alves de Melo Lima e, sozinho, levantou sua morada. Aos 88 anos, Celestino vive hoje com a esposa Graça Maria, um filho e uma nora. A casa de número 1080, que fica um pouco recuada da calçada, hoje destoa dos outros imóveis do bairro AABB, predominantemente, de classe média alta. “Já chegou um ricão aqui oferecendo R$ 200 mil na minha casa. Ele disse que a gente iria ao cartório para passar os papeis, ele me pagaria e que só iria querer a casa depois que eu e minha velha morrêssemos. Disse a ele que não iria morar no que era dos outros. Daí ele foi embora danado da vida”, conta Celestino, com um sorriso no rosto.

José celestino-interior-informa2

Na porta, duas cruzes de palha dão as boas-vindas a quem visita a pequena casa dos Silva. Na sala, uma estante de ferro serve de apoio para duas malas antigas, uma delas de madeira. São nelas que Celestino guarda suas roupas. “Tenho tanta roupa guardada que num dá tempo nem de usar tudinho”, revela o aposentado. Um sofá, uma cama de solteiro, uma mesa e três cadeiras completam o cenário do principal cômodo da casa. A cada vão visitado, o encontro com o passado é supreendente. De tão velho, o rádio da década de 1950 já não toca, mas tem lugar cativo na parede da cozinha. “Eu gosto muito de música, mas esse bichinho não toca mais. Já a televisão tá boazinha”, comemora Celestino. Quem passa pela frente da charmosa casa de taipa, não pode imaginar, nem de longe, “os tesouros” que lá estão guardados.

José celestino-interior-informa3

Na final de semana passado, Serra Talhada foi atingida por fortes chuvas. Mais de 100 famílias enfrentaram problemas devido à força da água que invadiu a cidade e chegou a derrubar muros de tijolos. Indiferente ao dilúvio, a casa de Celestino se manteve firme e forte. “Foi muita água. Ficou tudo alagado aqui na frente e passou muita água pelos lados das paredes, mas aqui dentro não entrou nada. Esse telhado também não tem uma goteira”, garante, orgulhoso. Celestino lembra que andava muitas léguas para buscar as madeiras que sustentam sua casa. “Fiz tudo isso sozinho. Fui eu e Deus. O barro que está nessas paredes foi tirado desse chão que a gente está pisando agora”, aponta o aposentado. Educado, o aposentado conduziu a reportagem do Diario por todos os vãos da sua casa. Apresentou até o felino da família. O nome dele: “é gato mesmo”. O banheiro fica no quintal da residência. “Num gosto de banheiro dentro de casa, não”, resmunga. Antes de parar de trabalhar, Celestino disse que já foi vaqueiro, amarrador de burro, fez cerca de arrame e trabalhou com agricultura. Hoje, com um marcapasso no peito, está mais contido. “Tô com quase 90 anos e ainda consigo me baixar e levantar várias vezes”, revela.

Do NE10

Blog Interior Informa-interior-informa

Derlon: pé na estrada pelo sertão

derlon2-interior-informa

Quem acompanha o instagram do artista pernambucano Derlon deve estar percebendo que na última semana ele botou o pé na estrada pelo sertão do Ceará, pintando vários muros com a história de vida dos agricultores de algodão do Semiárido brasileiro. Trata-se de uma residência artística, uma imersão do artista em meio ao Sertão Central. O projeto é uma parceria com a marca franco-brasileira de calçados Vert – e vai resultar num big projeto com projeção internacional.

Pelo Sertão, Derlon tem como proposta pintar casa e muros de agricultores que fornecem o algodão. Esse período está sendo registrado pelas lentes do fotógrafo Pablo Saborido, e os registros expostos em maio, no formato de lambe-lambe, no Recife, São Paulo, Rio de Janeiro e Paris. O projeto se chama Ouro Branco e ainda vem com outra surpresa – uma coleção cápsula de tênis e mochilas com estampas criadas pelo grafiteiro (no melhor estilo xilogravura já tão conhecido por nós) disponível tanto no Brasil e no exterior a partir de maio.

Derlon3-interior-informa

O projeto Ouro Branco visa retratar e representar artisticamente a história das 72 famílias algodoeiras do sertão cearense que provém matéria prima para os tênis da marca franco-brasileira. Nos muros das casas, Derlon conta com seus traços característicos as histórias dessas famílias – sua luta pela dignidade, a conquista da terra, as primeiras moradias… E esse universo, retratado depois pelas lentes de Pablo Saborido, tendem a ganhar o mundo com a mostra. Segundo Derlon, “o nome de Ouro Branco evoca, na forma de poesia visual, o valor e a riqueza que o algodão significa na região, além de ser, junto ao preto, um binômio essencial na paleta de cores da minha obra”.

derlon1-interior-informa

Para acompanhar Derlon no sertão cearense, acesse o instagram do artista clicando no link: (http://instagram.com/derlon).
Do Portal Talgit

Blog Interior Informa-interior-informa

Confira a programação da V Jornada Literária Portal do Sertão

Participam desta edição Chico César, Xico Sá, Adriana Falcão e Gilvan Lemos, um dos homenageados deste ano

Foto// Divulgação

Foto// Divulgação

A literatura que pulsa do Sertão para o mar e do mar para o Sertão. No texto que anuncia a programação da V Jornada Literária Portal do Sertão, é esse o espírito que curadoria pretende dar ao evento, que este ano acontece entre os dias 19 e 30 de março nas cidades de Buíque – com programação tanto no município quanto no distrito de Carneiro –, Tupanatinga, Arcoverde, Pesqueira (incluindo o distrito de Mimosa), Sanharó, Tacaimbó, São Bento do Una e Belo Jardim.

Com sua última edição realizada em setembro de 2012, o evento promovido pelo Sesc Pernambuco vai homenagear neste ano três artistas sertanejos: Audálio Alves (1930-1999), nascido em Pesqueira; Gilvan Lemos, natural de São Bento do Una e único vivo dos homenageados – no dia 28, o escritor viaja à sua terra natal para participar de uma conversa com o pesquisador e poeta Pedro Américo de Farias; e Manoel Filó, nascido em São José do Egito, no Sertão do Pajeú, mas que residiu durante anos em Arcoverde.

Promovendo encontros entre autores locais e nomes já consagrados no cenário literário nacional, participam desta edição Estrela Leminski com Téo Ruiz, Chico César num bate-papo com Xico Sá, e ainda a roteirista e escritora Adriana Falcão. Das letras locais, destacam-se na programação Cristiano Ramos numa conversa com Ronaldo Correia de Brito, e uma mesa de glosas guiada pelo repentista Dedé Monteiro e com participação dos poetas Alexandre Morais, Genildo Santana, Gonga Monteiro, Maciel Correia e Zé Adalberto, todos nascidos no Pajeú.

slide-1-638

Do NE10

Blog Interior Informa

Onze pessoas são presas por roubar 25 toneladas de trilhos em Sertânia

SERTÃO // LINHA FÉRREA

O material é avaliado em R$ 30 mil, e seria levado para uma empresa da cosntrução civil em Santa Catarina Foto: Polícia Federal/Divulgação

O material é avaliado em R$ 30 mil, e seria levado para uma empresa da cosntrução civil em Santa Catarina
Foto: Polícia Federal/Divulgação

Do NE10
A Polícia Militar de Arcoverde, prendeu, nessa quinta-feira (27), onze pessoas suspeitas de terem roubado 25 toneladas de trilhos da antiga linha férrea da Rede Ferroviária Federal S.A. (RFFSA), no minicípio de Sertânia, no Sertão pernambucano. Os trilhos furtados estavam destinados para a construção da ferrovia Transnordestina, que ligará a região aos portos de Suape, em Pernambuco, e Pecém, no Ceará. O material é avaliado em R$ 30 mil e seria levado para uma empresa da construção civil em Santa Catarina.

Os PMs receberam a informação de que os trilhos estariam sendo roubados e montaram vigilância próximo ao local. As pessoas foram presas em flagrante e os veículos que estavam sendo usados apreendidos. Também foram apreendidos um maçarico de corte, dois cilindros de oxigênio e um botijão de gás de cozinha, utilizados para cortar os trilhos de ferro.

Os presos e materiais foram encaminhados para a cadeia pública de Sertânia, onde foi feita a atuação em flagrante dos envolvidos por policiais federais de Caruaru. As pessoas foram autuadas pelo crime de furto qualificado. Caso sejam condenadas, poderão pegar penas que variam de 2 a 8 anos de reclusão. Após os primeiros procedimentos, duas pessoas foram liberadas. A polícia informou que um envolvido ainda está foragido.

No interrogatório, a PF descobriu que já havia sido retirada uma grande quantidade de trilhos e que foi pago um motorista para o transporte de trabalhadores, esses últimos recebiam R$ 200 por dia para realizar a remoção. Os presos foram encaminhados ao Presídio Advogado Brito Alves, em Arcoverde, onde ficarão à disposição da Justiça Federal.

A PF registrou a participação ativa de, pelo menos, três suspeitos. O motorista Jair da Silva Souza, 44 anos, declarou que recebeu R$ 5 mil em Arcoverde, no Sertão, para fazer o transporte de ferro para uma empresa siderúrgica em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. O mineiro Valdedir Morais Dias, 39, dirigia a Saveiro que transportava os equipamentos para o corte dos trilhos. Ele negou a participação no crime. O pernambucano de Serra Talhada Pedro Henrique de Lima, 21, informou que estava apenas carregando o caminhão com os trilhos. Ele já tinha sido preso em Salgueiro pelo mesmo crime.

Além dos três, a PF divulgou o nome dos demais envolvidos no furto dos trilhos: Roberival Souza de Lima, Antônio Rodrigues Neto, José Petrônio de Siqueira Sobral, José Cássio Alves de Lima, Joziel Bezerra Silva, José Alex da Silva, Flávio Cordeiro e José Álvaro Alves Ferreira.

Viagem: Na Ponta do Lápis

Blog de viagens com dicas de alimentação, hospedagem e roteiro

Interferência Urbana

O cinza e a cor

Criaturas de Ñanderu: Releituras

Espaço para partilha de resultados do trabalho em torno do livro Criaturas de Ñanderu, escrito pela autora indígena Graça Graúna e ilustrado por José Carlos Lollo

Falando em Literatura...

só boa literatura desde 2008

Brasil de Todo Mundo

Apresentando o Brasil para gente de todo o mundo

paisagem de interior

Um Novo Mundo Requer Novos Meios - Blog Interior Informa

Mundo da Robótica

Fazendo a ponte entre a teoria e a prática.

Educação Política

mídia, economia e cultura - por Glauco Cortez

Blog do EVALDO TEIXEIRA

Opinião, Política, Variedades, Religião...

INTERIOR INFORMA

Um novo mundo requer novos meios.

RUBEM

Revista da Crônica - Notícias, entrevistas, resenhas e textos feitos ao rés-do-chão.